Voltar

Ciclo de Palestras reúne diretores clínicos da Oral Sin de todo Brasil

A Oral Sin Implantes reuniu nesta segunda-feira, dia 22 de outubro, os diretores clínicos de suas aproximadamente 200 unidades espalhadas pelo Brasil, para participar de um Ciclo de Palestras. O encontro realizado na cidade de Londrina (PR), sede oficial da Rede, teve como objetivo aprimorar a gestão das clínicas, consequentemente, os serviços prestados à população.  

As palestras foram ministradas pelo consultor e analista comportamental, Rael Batista Pinto, do Instituto Você Norte do Paraná, e também pelo empresário, coaching e CEO do Instituto Tânia Zambom, Michael Lopes D´Avila. Ambos falaram sobre inteligência emocional, desenvolvimento humano, liderança e a importância do trabalho em equipe. 

De acordo com o diretor nacional de comunicação da Oral Sin Implantes, doutor Victor Hugo Brochado, o Ciclo de Palestra atendeu todas as expectativas. “Reunir essa família que está presente em todo Brasil só proporciona coisas boas. Além da troca de experiências, o Ciclo de Palestra proporcionou olhar muitos outros aspectos que podem tornar um atendimento em algo único e inesquecível para o paciente”, disse.  

O palestrante Rael Batista Pinto valorizou o foco da Oral Sin Implantes, sempre atenta a cada detalhe. “Quando se tem dentistas e colaboradores focados, felizes e cientes do seu papel, isso com certeza reflete no paciente e no resultado final do tratamento. Uma equipe motivada faz toda diferença”, disse. “No decorrer da palestra me deparei com profissionais muito focados, que desejam não só tratar o sorriso das pessoas, mas promover uma grande transformação na vida delas”, completou. 

Já para Michael Lopes D’Avila, a Oral Sin Implantes acerta em valorizar seus responsáveis através do conhecimento. “É motivador ver uma empresa que é referência em odontologia buscando sempre algo mais, buscando sempre melhorar. Conhecimento nunca é demais e a Oral Sin Implantes tem consciência desse valor, por isso, é a número um em implantes dentários do Brasil”, destacou. “Com certeza os responsáveis pelas clínicas estão mais motivados para fazer ainda mais pela população”, afirmou D’Avila.